Um pequeno experimento…

Música do dia: Pixies – Where is my Mind?

Muitas vezes nos deparamos com momentos em que decisões tornam-se difíceis, as pessoas nos incomodam e as regras (ah as regras…) nos sufocam.

Esses sentimentos são compartilhados por milhões de adolescentes e jovens hoje em dia, principalmente os de classe média de países em desenvolvimento e desenvolvidos. E o motivo, pasmem, é terem tudo o que seus pais não tiveram: liberdade, autonomia e a falta de uma causa sólida.

Aqui no Brasil vivemos no ano passado um lampejo de uma possível causa que se materializou em protestos. Foram inicitivas louváveis, porém sem a tal da causa, logo perderam força. E se houvesse um líder, uma figura carismática, que estivesse liderando um dos movimentos e não o deixasse morrer. Será que os outros movimentos não poderiam se alinhar a este e formar um movimento conciso, com uma causa sólida?

Esses dias estava utilizando minha conta do Netflix e me deparei com um filme alemão de 2009 que explorou muito bem essa possibilidade. A história se passa numa escola preparatória, onde os professores devem desenvolver um assunto específico durante uma semana com os alunos, fazendo-os mergulhar mais no tema.

Um dos professores ficou com a bomba da autocracia, mais conhecida por nós como ditadura. Como  filme se passa na Alemanha, tal assunto é um taboo e tanto, afinal o 3º Reich não morreu há tanto tempo assim… Esse, na verdade, foi o ponto de partida da experiência mais realista de que é possível instaurar uma ditadura sem muito esforço. É lançada uma provocação por um dos alunos: “é impossível haver uma ditadura novamente na Alemanha”.

O professor então propõe um experimento com a turma: primeiro desfaz os grupos e mistura alunos de boas notas com os de notas ruins e os instrui a se ajudar em suas dificuldades. Propõe também a utilização de uniformes e de uma saudação exclusiva. Outro aluno propõe a escolha de um nome para o grupo. A partir daí A Onda (nome escolhido para o grupo), toma forma e vai crescendo até ficar fora de controle e arrastar todos que a compõem para um desfecho não muito agradável.

Vale a pena assistir, segue abaixo o trailer do filme:

 

Sobre SeuLeco

Um unespiano nômade que adora administração pública.
Esse post foi publicado em divagações e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s